Teoria Literária

Início » Teses e Dissertações

Arquivo da categoria: Teses e Dissertações

AS ESCRITORAS CONTEMPORÂNEAS E O CAMPO LITERÁRIO BRASILEIRO: UMA RELAÇÃO DE GÊNERO, dissertação de Virgínia Leal

LINK PARA DOWNLOAD ====> as escritoras contemporaneas Virginia_Leal

RESUMO

A inserção das mulheres no campo literário brasileiro foi marcada por contínuas e difíceis negociações entre seus principais agentes, como as editoras, o sistema de ensino, os locais de venda de livros, a crítica literária, as instituições governamentais, os canais de venda, os meios de comunicação etc. Essas negociações foram pensadas aqui, fundamentalmente, a partir da perspectiva teórica de Pierre Bourdieu, Itamar Even-Zohar e Antonio Candido. Dentro desse contexto, e dialogando com ele, foi ressaltada a história do feminismo, em suas diversas facetas, incluindo sua vertente teórica, em especial a crítica literária feminista. O gênero como representação, nos termos de Teresa de Lauretis, e como “serialidade”, no sentido proposto por Iris Young, orientam a discussão sobre os romances de cinco escritoras contemporâneas: Elvira Vigna, Lívia Garcia-Roza, Adriana Lisboa, Cíntia Moscovich e Stella Florence. Elas estão movimentando o conceito, pela própria autoria feminina em perspectiva e/ou diálogo com as questões relevantes ao gênero e às mulheres. Publicadas por grandes editoras – Companhia das Letras, Record e Rocco – ampliam as possibilidades de leitura e de legitimação no próprio campo literário. Essas escritoras criam, com seus diferentes estilos, representações de gênero, por meio de suas personagens e temas, além de sua própria presença como escritoras no campo literário brasileiro. A análise da obra de cada escritora busca perceber se seus romances constroem uma representação de gênero que contribua para uma conscientização feminista.

Palavras-chave: campo literário, feminismo, representação, literatura brasileira contemporânea

A ESCRITA ERRANTE DE SAMUEL RAWEL, dissertação de Gabriel Antunes

UM ESCRITOR QUE A CRÍTICA TEM RESGATADO

LINK PARA DOWNLOAD ====> diss samuel rawet rgabriel_antunes (1)

Resumo

Essa dissertação investiga a escrita errante de Samuel Rawet em três contos e duas novelas nos quais procura-se os motivos e principais temas para o desenvolvimento de seu projeto literário. Para isso, é de extrema importância desenvolver as questões periféricas que cercam o estudo crítico que se realiza sobre o autor, incluindo aí uma reflexão sobre o silêncio que envolve seu texto literário a partir de personagens no extremo do conflito e que por isso deforma a própria estrutura dos textos, criando espaços em branco, permitindo que certa mudez invada a literatura. É proposta uma comparação de tal silêncio com o apresentado por Primo Levi em suas obras de testemunho sobre os campos de concentração. Em segundo lugar uma análise acerca da importância dada por Rawet ao sentimento de ódio em toda sua obra, como um guia e arma daqueles que, em sua solidão, necessitam enfrentar situações radicais em suas caminhadas noturnas. O ódio aparece como principal afeto da obra rawetiana. Contudo, é dada, também, prioridade aos textos teóricos e entrevistas do autor, tendência que já existe, a tempos, entre os críticos. Por fim, uma análise das metamorfoses híbridas da personagem Ahasverus, o judeu errante, suas relações com um corpo em perpétuo desequilíbrio e suas relações profanas e sagradas com uma ideia de Deus.

Palavras-chave: errância, escrita, silêncio, periferia, solidão, ódio, hibridismo, Samuel Rawet.

FALAS DE ASTÚCIA E DE ANGÚSTIA: A SECA NO IMAGINÁRIO NORDESTINO, dissertação de Durval Muniz Albuquerque Júnior

resumo durval

LINK para download ====>AlbuquerqueJunior,DurvalMunizde